domingo, 4 de novembro de 2012

MINHA CASA...


Sem Título (by Rosan)

MINHA CASA...

Fiz uma casa para mim...

Cobri com um teto, coloquei piso e paredes
Peguei minha casa e instalei em chão de terra firme, sólida, bem batida
Ficou uma casa bem bonita, eu pensei...
Vou colocar flores nas janelas...

Abri a porta e entrei: nossa, que bagunça!

Assim, coloquei ordem na casa toda, tudo em seu devido lugar:
o sofá e a mesa na sala,
os livros nas estantes,
a cama e o colchão no quarto,
a geladeira na cozinha,
as toalhas no banheiro.
Tudo nos conformes, tudo no lugar certo, como fazem as pessoas certas...
Ficou uma casa certa, para pessoas certas
Uma casa prática, com certo conforto até...

Você entra, senta no sofá, come na mesa, dorme no quarto, lê os livros das estantes, guarda comida na geladeira, escova seus dentes no banheiro, igualzinho à casa de todos, coisas de turista acidental...

Você vai ver: com tudo em seu devido lugar, as coisas vão melhorar...
Assim, sentei a esperar
E comecei a olhar minha casa por dentro...

Mas
Eu gosto mais da poltrona da sala no meu quarto
Não tenho espaço no cozinha, o freezer vai para o serviço
Gosto das violetas na mesinha de canto, mas sinto mais falta delas na pia do banheiro
Não tenho empregada para ocupar o quarto, mas preciso de um atelier...

Ah, moça, mas que bagunça, que coisa desastrada....
Assim não vai dar certo nunca!

E se eu quiser um atelier e não uma empregada
Se eu quiser a poltrona da sala no meu quarto
E minhas violetas no banheiro
Que mal há nisso?

Manterei a casa limpa
Deixarei o sol entrar
As violetas respirar
Mas...
Me deixe como eu sou...
Um pouquinho diferente, um pouquinho só
Vamos lá...

(Rosan)


Rosanna Pavesi/Novembro 2012


Um comentário:

Cristiane Marino disse...

Oi Rosana,
Adorei o poema e a pintura.
Como é bom atender a necessidade de ser você mesma e deixar que o ambiente reflita isso...
Bjs e ótima semana!